Alho-poró previne doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2

slider_alho_porro

O vegetal também ajuda a evitar alguns tipos de câncer, obesidade e artrite

O alho-poró é um vegetal da família das cebolas e do alho. Tem um sabor mais suave que o das cebolas e é muito usado na cozinha francesa.

Como a maioria dos vegetais, o alho poro é pobre em calorias. Em 100 g, temos 60 calorias. Ele é fonte de vitamina A, devido à presença de carotenoides, vitamina C, vitamina K, vitamina B6 e ácido fólico e tem boas quantidades de minerais como ferro e manganês.

O ácido fólico ajuda a manter o equilíbrio da homocisteína no sangue prevenindo doenças cardiovasculares. E as vitaminas A e C tem função importante no sistema imune.

O alho-poró também possui compostos como a alicina, que tem efeito antibacteriano, antiviral, antifúngico e antioxidante, neutralizando os radicais livres produzidos pelo corpo.

O alho-poró ainda possui flavonoides como o kaempferol, assim como o brócolis e a couve. Esse composto auxilia na prevenção de problemas de saúde relacionados com aumento do stress oxidativo e inflamação crônica de baixo grau, como alguns tipos de câncer, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, obesidade e artrite.

Ele é muito versátil e fácil de ser preparado. Na hora da compra, prefira os menores e menos fibrosos com folhas verdes escuras e a parte branca não pode estar amarelada. Chegando em casa, embrulhe em papel toalha e mantenha na geladeira. No momento do preparo, retire a parte verde e descarte (ela pode ser usada para fazer caldo de legumes). Retire as folhas mais externas da parte branca, corte ao meio no sentido do comprimento, lave em água corrente e fatie. Pode ser consumido cru em saladas ou refogado junto com peixes, carnes, frango, ovos ou em sopas.

Não existe uma recomendação de consumo diário de alho-poró. O ideal é consumir cerca de 400 gramas de vegetais frescos por dia, variando os tipos entre frutas, verduras e legumes.